27 de jun de 2006

Especial: Trocadalhos do Carilho

O ônibus da seleção acaba de sair do hotel. A escalação é a mesma dos dois primeiros jogos.

É hora do Brasil jogar com muita gana e vencer.

O engraçado é que eu não ouvi este trocadilho infame até agora na cobertura da imprensa.



Nelson; Marcos, Lucimar, Rruan, RC; Emerson, Zero, Assis e Ricardo; Pança e Imperador.

22 de jun de 2006

Especial: Quebrando a coincidência

Hoje, 22. Dois meses. Eu e ela, dois.

Dois a zero? Só se for em cada tempo.



Em tempo: quando perguntei às pessoas se elas também tinha achado que o Brasil jogou mal, disseram "claro, não era isso o que esperávamos". Acho que jogar bem é muito aquém do que se pode esperar da Seleção. Não jogou tudo o que sabe, mas jogou bem. Ponto.

Tem outra coisa. Nas propagandas da Nike, não havia adversários do outro lado querendo a todo custo ganhar dos atuais campeões mundiais e favoritíssimos à mais uma conquista...

19 de jun de 2006

Especial: Contra a maré

Ok, ok, ok. Dizer que o torcedor é exigente e quer ver espetáculo sempre, tudo bem. Mas imprensa ser mais exigente que a torcida, é a primeira vez que vejo.

Ouvi dizer que a Austrália não mereceu perder. Que o Ronaldo estava péssimo em campo e que o Brasil não jogou nada. Nada? Isso não é desmerecer o time adversário, que muito lutou e jogou todo, repito, TODO o seu futebol pra perder só de 2 do Brasil?

Que lance do Ronaldo com o Kaká. Um balãozinho pra trás e um chute de primeira. Tabelinha Ronaldo-Ronaldinho, com participação do Kaká. O próprio lance do primeiro gol, Ronaldo atrai três australianos pra marcação antes de assistir Adriano. Kaká cabeceando uma pedra na trave, grande cruzamento de Ronaldinho.

Acho que se criou expectativa demais. Culpem a Nike. Parece que todos os brasileiros caíram no plano maligno da empresa americana. "Criem expectativa, sim, e cobrem muito dos seus jogadores." Pois sim.

Mas também acho que estamos no caminho certo. Eu garanto que vi o mesmo jogo que todo mundo, e muita gente discordará de mim, mas digo assim mesmo: o Brasil, pra mim, jogou bem. Jogou o que precisa jogar. Preparo físico, tática, todos os times do mundo têm. Técnica e talento, só nós. E foi esse o detalhe do jogo de hoje.

Portanto, parem de cobrar e exaltem. A Croácia se engrandeceu diante do Brasil, e perdeu. A Austrália nunca jogou tão bem na vida (nem mesmo contra o Japão na primeira rodada), e perdeu.

Será que sou o único aqui que vê isso? :P


13 de jun de 2006

Especial: A Partida de Xadrez

Temos um Rei forte, duas Torres em posição de ataque e dois Cavaleiros os servindo. Temos tudo pra dar o mate em alguns poucos lances.

Ok, talvez não seja lá um jogo no qual a estratégia seja importante, mas que é uma partida de xadrez, isso é.



RUMUAL ÉKISSA!


5 de jun de 2006