14 de ago de 2006

Aquele ditado

Perdi minha última queda de truco. No liso. Os dois jogos.

Também não venci a última roda de Mau-Mau Voador Two-Thousand O-Five. Fui eu quem ficou com o maior número de cartas.

Da última vez que joguei Copo D'água, eu fiquei bêbado. Tomei algo em torno de dez doses de pinga.

Na verdade, nem me lembro quando foi que venci pela última vez em um jogo de baralho.

Na última roda de Assassino, eu era o Detetive. Todas as Vítimas morreram. E olha que eram muitas.

No Campo Minado, eu usei um código pra trapacear e saber onde havia minas. Mesmo assim revelei, sem querer, um quadrinho onde havia uma.

As cartas se acabaram e ainda faltava um ás pra ser descoberto. Perdi no Paciência.

Quando joguei Street Fighter pela última vez, o Ryu me venceu no terceiro round. Aquele apelão. Isso porque ele roubou pois uma rasteira que eu havia dado nele simplesmente atravessou o corpo dele.

Quando joguei Sid Meyer's Alpha Centauri pela primeira vez, a Coronel Corazón Santiago, dos Espartanos, me declarou guerra já no início. E, é claro, eu perdi.

No basquete, não ganhei nenhuma partida da última vez. Eu joguei quase todas.

Na última pelada, meu time perdeu.

O Cruzeiro perdeu ontem.

... não é maravilhoso?

5 comentários:

Ana disse...

aaawwwhhhh.....

Lex disse...

biutiful :D

Mila disse...

:D
:D
:D
:D
:D
:D
:D
:*

(Obrigada por esse bom dia)
;)
:-B

rocks disse...

Esse ditado não funciona! Eu sempre tenho azar nos dois! =P

Anônimo disse...

não há salvação!

pode parar de viver sua vida pelo futuro!

ass: profeta das maravilhas