21 de set de 2006

O Estranho Fenômeno

Então eu abri um bloco de notas, decidido que queria atualizar meu blog. Sim, mesmo sabendo que a ânsia em atualização podia resultar em má qualidade.

Então essa própria idéia me cai como uma bomba. Sim, eu hei de escrever sobre o que não foi escrito.

Essa idéia têm várias facetas. Eu poderia escrever sobre o motivo de eu não ter escrito tão freqüentemente quanto antes. Eu acabaria dizendo que é porque não tive nenhum assunto que merecesse um texto, incluindo, mas não limitado a, idéias malucas, comportamento humano, conflitos sentimentais e/ou existenciais e eventos cabalísticos relacionados à fenômenos da natureza.

E depois eu acabaria dizendo que essa falta de assuntos-merecedores-de-texto se devia à vários fatores, incluindo, mas não limitado a, falta de tempo pra fazer alguma bobagem (e falta de tempo pra pensar sobre ela), falta de memória (pois várias vezes penso em assuntos simples, mas bacanas, porém nunca chego a lembrar deles posteriormente), tranqüilidade na vida, esse tipo de coisa.

E, por fim, acabaria por concordar com Vinicius, o branco mais preto do Brasil.

É melhor ser alegre que ser triste
Alegria é a melhor coisa que existe
É assim como a luz no coração

Mas pra fazer um samba com beleza
É preciso um bocado de tristeza
É preciso um bocado de tristeza
Senão, não se faz um samba não
- Samba da Benção [Vinicius de Moraes]


Um grande amigo meu disse que não há melhor coisa pra acalentar um coração triste que a escrita. O conselho dele era esse. "Está triste? Escreva. Muito. Não precisa fazer sentido. O sentido vai vir do texto, sozinho."

Mas será essa uma mão de duas vias? Digo, será que é realmente preciso estar sentindo algo próximo de perturbação, questionamento, crise existencial, tristeza ou qualquer nome que se dê a isso para escrever com beleza?

E não é só comigo que isso acontece... Alguns dos meus leitores-blogueiros também andam bastante parados. Pode não ser pelo mesmo motivo, inclusive há alguns que realmente custam a escrever, mas antigamente escreviam muito...

Seria isso um questionamento? E é por isso que estou escrevendo esse texto?

Frase aleatória: se você souber que é o The Giant, eu recomendo muito que você até o site dele. Às vezes fico até 2 da manhã relendo as antigas.

Ah, e aproveite para apertar botões vermelhos no caminho.

7 comentários:

Mila disse...

Eu gosto dos seus escritos, mas gosto mais ainda de vê-lo tranqüilo e feliz.
:D
Feliz aniversário!
:D
:*

Daemon disse...

O giante é massa

Volanin disse...

Que blog fudido! rsrsrs! Bora sair pra uma cervejinha?

Ana disse...

sei não, gude, acho que é fase... mas, como toda boa fase, passa.

também estou com saudades do movimento bloguístico!

coisa mais pzjanqjt...

Rae disse...

adorei os escritos.
deixar rédea solta ao lápis pode surpreeender, e até fazer sentido.

vinícius foi show


oots rules!!!

alexandra disse...

So pra variar um pouquinho , eu também gostei do blog... acho que estopu sofrendo do mal de memória também!!!
bjos

CAITIF disse...

Bla... faz a chuva ir embora.. quero basquetear amanhã...

xzcfpi

buuuuuuuuuuuu