20 de mai de 2006

Poema Elemental #1

O grupo já estava cansado de descer aquela torre submersa. O barulho da água era cada vez mais ensurdecedor, e o frio cada vez mais congelante.

- Achei um baú aqui nesta sala! - disse John.

- Cuidado, pode ter alguma armadilha - avisou Abrieht. - Você se lembra do que aconteceu lá em cima.

Katrina
fez coro.

- É verdade. Tome cuidado, John.

John abriu o baú cuidadosamente. Todos os sete heróis pararam por um tempo, como se esperassem que alguma armadilha mortal fosse ativada. Porém, nada aconteceu.

- O que tem aí? - perguntou um curioso Iluvatar sob o olhar mais curioso ainda de Vujak.

- Me parece um... um pergaminho. Kranus, isto aqui é mágico?

- Muito - respondeu o sombrio feiticeiro, numa voz etérea.

- Aqui, John, deixa ver - disse Bardo.

Bardo pigarreou, e começou a ler com sua bela voz.

One can hold
this scroll of power
and follow the way
down the spring tower.

For it holds still
as foundations of earth,
releasing the spell
to freedom give birth.

As the enemy cast
away from the hills,
he shall trick his mind
and himself, he kills.


- O que significa? - perguntou John.

- Não faço a menor idéia - respondeu Bardo, com toda a sinceridade que lhe cabia.

4 comentários:

Bardo disse...

Ainda não tenho idéia do que significa!

alexandra disse...

So num gostei de uma coisa, Hezeltine não estava na historia

Volanin disse...

Assim como a Ale, soh num gostei de uma coisa. A Ney num tava na estoria! Entao game on bi0tch!

bardo disse...

Nós ainda não havíamos encontrado a Tonton nesse dia.