15 de jul de 2005

A Fonte e o Arquiteto

People of the universe above.

Eu pensei muito no fato de se criar um blog ou não. Anteriormente eu tinha um conceito bem preconceituoso* de blog, achava que isso era coisa que quem queria aparecer. Bem, do jeito que vejo as coisas agora, não mais. Juntei a fome com a vontade de comer: gosto de escrever, gosto de publicar idéias. Não pra avaliação dos outros, mas para mim mesmo. O fato de saber que as minhas idéias são "open source" me conforta. Talvez há alguém no mundo lá fora que ache legal, ou outra pessoa que ache chato. Não faz mal. O que importa é ser "open".

"Trapos Coloridos" é uma referência à frase:

A memória é uma velha louca que joga comida fora e guarda trapos coloridos.
- Austin O'Malley, escritor estadunidense

Porque blogs também funcionam como um "memory tracking", ou seja, a evolução e revolução das idéias coloridas que tenho. Guardam-se as mais bonitas, as importantes a gente deixa no cantinho, e as outras simplesmente ignora-se.

É isto. Devo postar aqui irregularmente, à mercê do destino impiedoso.

Eu também tenho uma veia poética.
- Mingau, gato da Magali

* Isto foi um pleonasmo, uma cacofonia e um paradoxo. Nunca havia conseguindo juntar três figuras de linguagem numa só. Legal.

2 comentários:

Daemon disse...

Zim. Zinzeramente ezpero que vozê ze divirta com isso. Ou não. Como zeu ponto de vizta mudou, muda também zua pozicão no mundo aztral.

Mila disse...

Legal a idéia de "open source".
Alguém acaba achando legal mesmo, né?
:)
Vou ver se leio os posts antigos. Vou tentar um por dia, portanto não se assuste com textos que vc nem se lembra mais sendo comentados.
:)
E estou considerando a idéia de voltar a blogar.
:)
Beijo!