16 de fev de 2010

O Caixeiro Viajante - Parte 3/4: Dia 12

Mal sabia ele, mas dentro do Castelo o tempo passava diferente. Cada hora ali dentro era um dia lá fora. Quando Ariel parecia querer dizer algo, surgiu Kerub. Ela estava maravilhosamente bem vestida, com um azul turquesa que possuía o mesmo efeito do anil de Ariel - a vermelhidão palpitante. E assim continuou, apenas olhando, sem dizer nada. Parecia querer desfalecer, mas sabia que se encontraria lá fora novamente quando acordasse... E resistiu. Permanceu imóvel, esperando que uma das duas falasse... Quase logo após de completar este pensamento, sentiu um fluxo de energia atrás do portão, como se tudo que estivesse ao seu redor se reunisse em um único ponto. Então, a outra parte do portão se abriu, e de lá de dentro veio Seraph. A criança tinha um olhar incompreensível, mas ao mesmo tempo atraente, irresistível...

Nenhum comentário: