16 de fev de 2010

O Caixeiro Viajante - Parte 3/4: Dia 13

As três se entreolharam. Abriram um grande sorriso. Então, sem saber qual das três havia dito, ouviu uma voz dizendo "É chegada a hora." Elas pareciam translúcidas... E voavam pelo chão. Não pareciam caminhar... Elas entraram pelo portão e desapareceram na escuridão... O caixeiro se sentiu mal. Abandonado e sozinho. Caiu de joelhos, quis alguém... Então, de lá de dentro, surgiu outra figura, uma que ele nunca havia visto antes. Era uma mulher jovem, de olhos profundamente verdes e cabelos castanhos, longos... Ela tinha a pele azul, vestia uma túnica anil e emanava uma energia branca... O caixeiro percebeu de quem se tratava. Era a essência daquela terra, a fonte de todo o poder daquele lugar. Eram as três reunidas. Mas o caixeiro sabia que faltava o coração...

Nenhum comentário: